Da esquerda para a direita, o presidente da Junta, Emlio Pérez Touriño; o delegado do Governo espanhol na Galiza, Manuel Ameijeiras; e o presidente da patronal espanhola, Gerardo Díaz Ferrán