A economia galega segundo Feijóo: com «f» de «fraude» [1]

Com Feijóo, a dívida pública autonómica alcançou máximos históricos, como já se afirmara neste blogue há uns anos. No primeiro trimestre de 2016 (ainda não se conhecem os do segundo), ascende a 10.641 milhões de euros, após se incrementar ano após ano. Apesar das cacarejadas consignas sobre a austeridade, a dívida galega é, com Feijóo, já mais do dobro que na época do Governo bipartido PSOE-BNG.

Atualmente, a galega é a sexta (de dezassete) comunidade autónoma com a maior dívida. Ainda, esta colossal quantidade equivale aos 19% do nosso produto interior bruto. Graças à boa gestão de Feijóo, cada galego e cada galega devemos 3.915 €.

Eis a evolução da dívida galega nos últimos exercícios, com o esquema ANO – MILHÕES DE DÍVIDA – PERCENTAGEM SOBRE O PIB – DÍVIDA PER CAPITA.

  • 2016 (primeiro trimestre): 10.641 M€ – 19 % do PIB – 3.915 € PC
  • 2015: 10.375 M€ – 18,6 % do PIB – 3.818 € PC
  • 2014: 9.961 M€ – 18,5 % do PIB – 3.646 € PC
  • 2013: 9.212 M€ – 17,1 % do PIB – 3.352 € PC
  • 2012: 8.324 M€ – 15,4 % do PIB – 3.009 € PC
  • 2011: 7.079 M€ – 12,7 % do PIB – 2.545 € PC
  • 2010 (primeiro ano completo de Feijóo): 6.189 M€ – 10,9 % do PIB – 2.214 € PC
  • 2009: 4.859 M€ – 8,6 % do PIB – 1.737 € PC
  • 2008 (derradeiro ano completo do bipartido PSOE-BNG): 3.954 M€ – 6,7 % do PIB – 1.414 € PC
  • 2007: 3.712 M€ – 6,6 % do PIB – 1.333 € PC
  • 2006 (primeiro ano completo do bipartido PSOE-BNG): 3.535 M€ – 6,8 % do PIB – 1.275 € PC

Fonte: diário Expansión

 

Em desenhos

feijoo-divida-graf-1

feijoo-divida-graf-2

Em gráficos

www.000webhost.com