Orçamentos da Junta 2016: 400 milhões mais. E a mim que me contas?

Após o Conselho da Junta de hoje, em que se aprovam os orçamentos nacionais para 2016, o presidente Feijóo deu o nariz, perdão, a cara, diante dos meios de comunicação. Eufórico —dentro da moderação—, Feijóo congratulou-se porque os orçamentos do vindouro ano creçam em 400 milhões. Orçamentos «expansivos», afirmou o presidente. Ao mesmo tempo, uma nota de imprensa do Governo atribui esta melhora orçamentar à «responsabilidade» dos últimos anos. Os opinadores e opinadoras afins ao PP já falaram nas últimas horas de que os orçamentos se incrementam porque a Galiza está a sair da crise —palavras maiores já!

Pois, sim. Os orçamentos da Junta de 2016 disporão de 400 milhões mais. E a mim que me contas, Feijóo?

Dando uma olhadela à execução orçamentar dos últimos anos, vemos que a Junta tem o discutível hábito de deixar ano após ano uma notável parte do orçamento sem executar, como se pode comprovar na tabela que junto:

execução orçamentar

Nos últimos cinco exercícios, o promédio do orçamento que ficou sem gastar foi de 4,51%, isto é, a nada desprezível cifra de 446,76 milhões de euros. Noutras palavras: que o orçamento de 2016 cresça em 400 milhões, Feijóo, tanto che me tem; do que realmente me importo é polo que se invista, não do que termem os papéis.

www.000webhost.com