Língua de carretas

Estava eu esta noite vendo tranquilamente o jogo de futebol entre o Sevilha e o Numância na TVG (retransmitido com posterioridade à malheira que recebeu o Dépor diante do Barça).

Tudo foi aparentemente normal na retransmissão (penosos usos linguísticos, falta de imaginação, falta de análise séria…) quando uma cousa chamou a minha atençã: o sevilhista Luiz Fabiano leva a bola com o braço numa jogada, o ábrito assobia, ele continua e ‘marca’. O juiz admoesta-o com um cartão amarelo, pois já sabeis que desde que o colegiado lhe dá ao chifre não se podem continuar as acções.

Nesse momento, justo nesse instante, aparece um indicador sobreimpresso na emissão indicando o nome do jogador, dorsal, minuto de jogo, e a admoestação. Ao ser a quinta n0 que vai de campeonato, perde o vindouro jogo. E daquela leio que esse cartão lhe «carrea suspensión».

Fiquei perplekso… e logo Luiz Fabiano carreja a suspensão no carro?

Carrear v. tr. Carretar com carro. Carrejar.

Carrejar v. tr. Carrear, acarrejar.

Acarrejar v. tr. (1) Transportar os cereais em carros. (2) Levar o esterco às terras.

//estraviz.org

O e-Estraviz parecia confirmar as minhas suspeitas iniciais, mas contudo optei por botar mão de outro dos meus dicionários de referência.

carrear
de carro
v. tr.,
transportar em carro;  acarretar;  conduzir; arrastar;  ocasionar; causar;

v. int.,  guiar carros.

//priberam.pt/dlpo

Nesse dicionário sim topei alguma definição de “carrear” que pudesse dar sentido ao acontecido com o Luiz Fabiano, mas no 5º/6º lugar… no mínimo, residual. Mas eis que pensei no que diriam os dicionários galegos isolacionistas a respeito, polo que acudi ao único em linha que está actualizado minimamente.

carrear

1       v t    Transportar algo en carro.

2    v t p ext Transportar algo ou a alguén utilizando calquera medio de transporte.

3    v t Causar ou producir algo negativo.

SIN: carrar, carretar, carrexar, carrar, carretar, carrexar, ocasionar, orixinar, provocar.

//www.digalego.com/

Novamente, só no último lugar vemos alguma acepção com sentido. Agora já estou menos perplekso, mas sigo a dar-lhe voltas na cabeça a uma cousa: não terão na TVG profissionais como é devido para  escolherem as palavras apropriadas a cada contexto (evitando as ambiguidades) e reduzindo a tendência acompleksada ao diferencialismo? Porque, que eu saiba, acarrear também é uma palavra galega, e decerto menos equívoca.

www.000webhost.com