Não me odieis!

Estou que não posso. Nos últimos dias detecto que há um grupo de gente que… bom, não é que não comungue com as minhas ideias: simplesmente, odeiam-me. Odeia-me Bertus, odeia-me Lidor, odeia-me Anti_Lusista e odeia-me Xosse (quem amais de odiar-me, censura-me… ai, não, selecciona :D).

O que pior me sabe é que seguramente ou nos conheçamos em pessoa, ou tenhamos militâncias comuns, gostos similares, amizades comuns… Mira que intentei ser razoável às vezes com eles, mas sempre recorrem à teima de «xa está o lusismo coincidindo co españolismo» (claro, deve ser que o isolacionismo nunca coincide :D).

À crítica geral construtiva logo saltam à destrutiva pessoal… Eu já não sei o que fazer, a sério. Não sei se tomar-lhe-lo com humor, se responder-lhes mal (como mais de uma vez fiz), se começar de zero… A verdade é que é uma mágoa. A gente que me conhece pessoalmente sabe que, algum sectarismo à parte (as mais das vezes só com ânimo de trollear a animar o debate), sou bastante razoável. E às vezes, mesmo simpático (modéstia à parte).

A ver, ho, que não sou tão má pessoa! Convido-vos a conhecer-me e a começarmos de zero! A sério. Eu esqueço e vós esqueceis. Parece-vos?

000webhost logo