As ‘não soluções’ para a crise económica

A petição da patronal espanhola de abaratar o despedimento… Realmente é uma medida para combater a crise económica?

Sorte temos os galegos, com uma língua internacional

Sectores do BNG parecem querer obviar o labor de Camilo Nogueira no Parlamento europeu, no qual falou sempre a nossa língua.

«Esixo» que no «prósimo» «testo» das normas da RAG sejam coerentes… Ou os entubem a todos com «osíxeno»

A RAG e o ILG fomentam desde há décadas o uso de palavras como ‘esixir’ ou ‘osíxeno’, nas quais o ‘x’ inicial foi convertido num ‘s’ sem vir a conto.

E nasceu a criatura!

Após quase um ano de duro trabalho, já está na rede o renovado Portal Galego da Língua (PGL), que substitui o seu antecessor como referente informativo sobre a actualidade da nossa língua.

Crítica ao estudo crítico da FAQ do reintegracionismo [I]

O amigo Alema acaba de publicar no seu blogue a primeira parte de um estudo crítico às FAQ do reintegracionismo que recentemente publicou a Gentalha do Pichel.

CRTVG utiliza toponímia galega deturpada (e um par de hóstias também para Xerais e o BNG)

Notícia no sítio web da TVG deturpando o topónimo Castro de ‘Riberas’ do Lea. Vergonhento!

«Mi pobre hijiño tiene que ir a Sevilla aprender castellano»

Diário ‘El Mundo’ entrevista senhora que, polos vistos, tem de enviar o seu menino estudar castelhano a Sevilha, que lhe chega da escola falando galego…

Porquê para o ILG e a RAG não vale a palavra «vale»?

Mais uma amostra da incoerência do ILG e da RAG é a ausência da palavra «vale» (aparece só ‘val’), apesar de se registar na toponímia.

O ‘ç’, uma letra tão galega como a que mais

O ‘ç’ é uma letra galega com todo o direito. Negar-lhe a galeguidade cuido que seria uma submissão ilógica à língua castelhana.

Regresso ao passado

Bom, após um Verão de impasse (‘beco sem saída’) e de paro obrigatório (auto-imposto), regresso ao mundo blogueiro.

www.000webhost.com