Losada aceita Compostela como capital da Galiza

Javier Losada
Javier Losada

O autarca da Corunha, Javier Losada, renunciou a uma das marcas de identidade da política municipal do seu predecessor, o “hipercorunhesismo”, e aceita Compostela como capital da Galiza. Não era sem hora fazer um pouco de caso ao sentido comum e à história, e reconhecer de bom grau o estátus da vila jacobeia.

No entanto, nesta espécie de claudicação, o regedor herculino demandou que não se dêem privilégios a umas cidades sobre as outras. Provavelmente o senhor Losada esquece que o facto de ser capital nacional exige uns investimentos elevados cada ano para o mantimento da rede de serviços que concentra (julgados, conselharias, parlamento, polícia…), mapa Galizaassim como as infra-estruturas lógicas de quaisquer cidades (hospitais, aeroporto, estação das carreiras, estação de comboio…) ou a Universidade de Santiago, instituição emblemática para a idade e para o país.

Ainda, uma capital nacional forte é sinónimo de um país forte, e isto não tem por que ir em detrimento do resto de cidades. Vejamos o exemplo da Bélgica, com Bruxelas à cabeça, mas grande dinamismo em urbes como Lovaina, Bruxas ou Amberes. Se a Compostela lhe vai bem, irá-lhe bem à Galiza.

NOTA: apenas uma dúvida… aceitará Losada ‘polvo’ como animal de companhia?

www.000webhost.com