Quando será que nasça o poderoso Googlezon?

Via Chuza lim um dos muitos testemunhos que por aí circulam sobre Google e a inteligência de muitas das ferramentas associadas a esta empresa e à sua tecnologia. Um testemunho, por outra parte, que a maioria de usuários/as de internet poderíamos rubricar sem que por isso se perdesse uma pisca da sua validez.

Por outra parte, a leitura lembrou-me um artigo (cujo autor autêntico ignoro, mas do qual ouvira falar ao professor Alves) onde se adverte da iminência da realidade Googlezon.

GoogleZonO que é isto? Resumindo um bocado, a fusão de todos os serviços do Google com os da Amazon, dando lugar a um macro-gigante da rede de inteligência capaz de se enfrentar (com sucesso) à Microsoft e ao New York Times. Quais as conseqüências deste processo? Qual o potencial deste coloso?

Embora ainda hoje resultem difíceis de imaginar com um mínimo de rigor, o autor especula com que na última fase (conhecida) deste processo, arredor de 2011, a Googlezon liberaria o EPIC (‘Evolving Personalized Information Construct’ / ‘Desenvolvimento da Construção da Informação Personalizada’):

O EPIC é o sistema polo qual a nossa irregular e caótica paisagem de meios é filtrada, ordenada e enviada. Todos contribuem agora (desde entradas de blogue, a imagens de vídeo, telefones, reportagens ou investigações completas). (…)

O EPIC produz um pacote de conteúdo personalizado para cada usuário, utilizando as suas escolhas, os seus hábitos de consumo, os seus interesses, a sua demografia, a sua rede social (…).

Uma nova geração de editores freelance surgiu, gente que vende a sua habilidade para conectar, filtrar e priorizar o conteúco do EPIC.

Todos estamos subscritos a muitos editores; EPIC permite-nos mesturar as suas escolhas como quigermos. No máximo nível, editado para os leitores mais capacitados, EPIC é um resumo do mundo, mais profundo, mais amplo e mais refinado (…).

Para ilustrar melhor este processo, podes visualizar o ficheiro flash daqui embaixo (também disponível se clicares aqui). Se quigeres mais informação sobre os hipotéticos editores-EPIC (‘newsmasters dos rss’), preme .

 

www.000webhost.com