A mão de Ma(rh)ia

Estourou uma fábrica pirotécnica em Solháns (Calo, comarca de Compostela); sem vítimas… além do enorme susto. 35 vivendas afectadas e outras pertenças.

Certa empresa imobiliária tinha interesse em constuir no terreno (já vinha de atrás).

A explosão, equivalente a um terremoto de 7 graus, produziu-se apenas um par de horas antes de começar a jornada laboral.

O autarca, Manuel Blanco, e o páxaro de Urbanismo, Manuel Parajó, afirmárom que pagariam aos afectados.

Dá para pensar (mal).

 

  • Anonymous

    Postea castrexo que te botamos en falta.

www.000webhost.com