Quem persegue duas lebres não caça nenhuma

O Partido Popular vem de, mais uma vez, mover as suas bazas para tentar que o matrimónio homossexual seja impedido. Porém, as posições dentro dos conservadores movem-se entre os que concordam com a proposta do PSOE, entre os partidários de substituir o termo ‘matrimónio’ por ‘união civil’ e os totalmente opostos a que a união entre homossexuais receba qualquer reconhecimento legal.

Polo momento andam simplesmente a tencionar vetar a proposta, mas sem apresentar qualquer alternativa. Porquê? Porque são totalmente incapazes de gestarem e aprovarem internamente uma alternativa. Para pretender dar sensação de unidade interna, irão todos a polo veto; mas depois, o que se passará? Ninguém sabe. É o que tem isso de tentar convencer gente tão heterogénea como a que há na direita espanhola, desde liberais a falangistas nunca conversos. Mas não podem pretender ir sempre por dous frentes, porque acabaram estrelando-se no meio.
Qui duos lepores sequitur, neutrum capit. Estas lebres são muita lebre!

www.000webhost.com